Conecte-se conosco

Esportes

Flamengo vence a Chapecoense e se mantém na liderança

Mesmo desfalcado, rubro-negro venceu a Chape, que está na lanterna - Foto: Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Publicados

em

Deu a lógica no duelo dos opostos, neste domingo, em Chapecó. Apesar de ter desfalques importantes – Filipe Luis, Arrascaeta e Gabriel -, o Flamengo aumentou ainda mais o desespero da Chapecoense, ao vencer por 1 a 0, na Arena Condá, pela 23.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O placar ainda poderia ter sido mais elástico se não fossem as inúmeras chances desperdiçadas pelo time carioca, que dominou a partida do início ao fim. Dúvida depois de ter sido poupado do treinamento de sábado, Bruno Henrique foi o autor do único gol da partida.

Invicto há nove jogos – 12 contando a Copa Libertadores -, o Flamengo continua na liderança isolada, com 52 pontos, seis a mais que o Palmeiras, que recebe o Atlético-MG nesta tarde. No outro extremo da tabela, a Chapecoense chegou ao oitavo jogo sem vitória e segue na lanterna, com 15 pontos.

O Flamengo precisou de apenas 55 segundos para levar perigo ao gol de Tiepo. Uma das novidades na escalação, o jovem Reinier cruzou para dentro da área e Bruno Henrique, que era dúvida, finalizou de primeira pela linha de fundo. Na sequência, os papéis se inverteram.

Bruno Henrique ganhou pelo alto e ajeitou de cabeça. A zaga da Chapecoense parou e Reinier desviou de carrinho para fora. A pressão rubro-negra parecia não ter fim. Aos 18 minutos, Bruno Henrique soltou a bomba de fora da área e viu a bola explodir na trave de Tiepo.

O gol parecia questão de tempo. Aos 30 minutos, aconteceu um lance curioso. O goleiro Tiepo soltou a bola para sair jogando, mas não viu que Bruno Henrique estava atrás. O atacante rubro-negro desarmou e só não marcou porque o goleiro conseguiu se recuperar e fazer o desvio.

Aos 35, não teve jeito. Vitinho cruzou, a defesa parou pedindo impedimento e Bruno Henrique apareceu livre para se abaixar e desviar de cabeça. Após consulta do VAR, o gol foi validado pela arbitragem para reclamação geral dos jogadores catarinenses.

Quase que o zagueiro Rodrigo Caio ampliou de cabeça antes do intervalo. A bola saiu raspando a trave de Tiepo.

O panorama não mudou depois do intervalo e o Flamengo massacrou a Chapecoense. No entanto, aos oito minutos, quase aconteceu o empate. Régis escapou em velocidade nas costas da defesa e finalizou com muito perigo por cima do travessão.

Diante da necessidade da vitória, a Chapecoense passou a sair mais e dar espaços para o Flamengo. Aos 15, Bruno Henrique recebeu de Vitinho e bateu em cima de Tiepo. Na sequência, Everton Ribeiro aproveitou rebote e bateu colocado exigindo grande defesa do goleiro.

Aos 28 minutos, Everton Ribeiro arriscou de longe e mandou na rede pelo lado de fora. Cinco minutos depois, Rafinha cruzou e Pablo Marí cabeceou na trave. O Flamengo passou a administrar a posse da bola e viu a Chapecoense ameaçar já nos minutos finais. Everaldo cabeceou e Diego Alves defendeu em dois tempos.

A Chapecoense volta a campo na quarta-feira, contra o Fortaleza, às 20h30, na Arena Castelão, no Ceará. Na quinta-feira, o Flamengo recebe o Atlético-MG, às 20 horas, no Maracanã. Os jogos serão válidos pela 24.ª rodada.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE 0 X 1 FLAMENGO

CHAPECOENSE – Tiepo; Bryan, Douglas, Rafael Pereira e Roberto; Márcio Araújo, Elicarlos e Gustavo Campanharo (Vini Locatelli); Renato Kayzer (Camilo), Everaldo e Régis (Arthur Gomes). Técnico: Marquinhos Santos.

FLAMENGO – Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Renê; Willian Arão, Gerson e Everton Ribeiro; Vitinho (Piris da Motta), Bruno Henrique e Reinier (Berrío depois Lucas Silva). Técnico: Jorge Jesus.

GOLS – Bruno Henrique, aos 35 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO – Vinícius Gonçalves Dias Araujo (SP).

CARTÃO AMARELO – Elicarlos (Chapecoense).

RENDA – R$ 921.310,00.

PÚBLICO 12.152 pagantes.

LOCAL Arena Condá, em Chapecó.

Fonte: ESTADÃO CONTEÚDO

Francisco das Chagas Fernandes de Souza, 35 anos, servidor público (Gari), conhecido como Chaguinha Net. Em 2011 criou o Blog do Chaguinha Net e em 2018 foi além e criou o Portal Potengi News, possibilitando para a Região do Potengi um espaço virtual de qualidade e credibilidade. Aqui você pode conferir as principais notícias da Região Potengi, Rio Grande do Norte, Brasil e do Mundo.

Esportes

Bruno: ‘Até quando seremos discriminados pela cor de nossa pele?’

Atacante do Flamengo foi ao seu perfil oficial no Twitter e, além de desabafar, postou uma mensagem em apoio a movimento antirracista: “Chega!”

Publicados

em

Foto/Alexandre Vidal / Flamengo

A fim de ecoar o movimento “Vidas negras importam”, Bruno Henrique, do Flamengo, se manifestou na onda dos protestos antirracistas mundo afora. As manifestações começaram após o assassinato de George Floyd, negro, imobilizado e asfixiado pelo joelho até a morte pelo policial Derek Chauvin, em Minneapolis, nos Estados Unidos. Informações do site Terra

Em seu perfil oficial no Twitter, o atacante do Rubro-Negro desabafou e questionou a respeito das discriminações e menosprezos que a população negra sofre diariamente. Ao fim da mensagem, emendou com a hashtag “#BlackLivesMatter”.

– Até quando nós, negros, seremos discriminados, menosprezados pela cor de nossa pele ou então encarados com desdém e desconfiança da cabeça aos pés? Quando um negro poderá sair da sua casa pela manhã sem nenhuma preocupação, sem temer pela sua vida? Quero poder criar o meu filho num mundo em que de fato a vida dele tenha valor. São inúmeros George Floyd, João Pedro e tantos outros a cada dia, a cada hora, a cada segundo. Chega! #BlackLivesMatter – escreveu Bruno Henrique, pai do pequeno Lorenzo.

Gabigol, Gerson, Vitinho, Lázaro, Hugo Souza (Neneca) e Everton Ribeiro (veja aqui) foram outros atletas do clube que ecoaram o movimento, impulsionado nos últimos dias. O Fla também apoiou a causa, através da seguinte postagem:

– Não podemos nos calar! Ficar em silêncio é estar ao lado do opressor – escreveu o clube.

Continue lendo

Esportes

É oficial: a liga espanhola de futebol retorna em 8 de junho

Real Madri é o segundo na tabela

Publicados

em

Real Madri é o segundo na tabela. Foto/EFE

O governo espanhol deu sinal verde para a retomada das atividades esportivas. Depois de dois meses, haverá futebol na Espanha. A primeira partida será o clássico entre Sevilha e Real Betis, que será realizado na semana de 8 de junho. Informações da AFP.

Neste sábado (23) foi anunciado  pelo presidente, Pedro Sánchez, que a liga espanhola de futebol, depois de quase três meses interrompidos pela crise do coronavírus, seguirá normalmente, mas sem a presença de torcedores nos estádios.

“Naquela semana, a retomada das principais competições esportivas e profissionais e, em particular, da liga de futebol será autorizada”, disseram as palavras do presidente em entrevista coletiva.

De fato, Sánchez acredita que a Espanha trabalhou muito bem nos últimos meses para controlar o COVID-19 e é por isso que é hora de certas atividades voltarem ao normal, incluindo o futebol.

Mais de dois meses após o término da competição, os jogadores começaram a treinar em pequenos grupos alguns dias atrás. Um cronograma apertado obrigará a haver duelos durante a semana, além de sexta, sábado e domingo, a portas fechadas, com apenas 197 pessoas autorizadas a participar de acordo com o protocolo.

Continue lendo

Esportes

Jogadores do Flamengo se posicionam a favor dos treinos no CT

Através de nota assinada pelos atletas e pelo técnico Jorge Jesus, elenco garantiu se sentir protegido para realizar as atividades.

Publicados

em

Foto/Crédito Divulgação

Em nota oficial publicada no site do clube na manhã desta quinta-feira(21), os jogadores do Flamengo, seguidos do vice-presidente de futebol Marcos Braz, o diretor Bruno Spindel e o técnico Jorge Jesus, afirmaram que se sentem seguros com protocolo elaborado pelo clube para a volta aos treinos. Informações do site Terra

“Os atletas e os integrantes envolvidos no dia a dia do Ninho do Urubu informam que se sentem seguros e aptos a retomar os treinamentos em razão do protocolo de segurança e prevenção adotado pelo Departamento Médico”, diz parte da nota oficial.

A manifestação vem em meio a uma “guerra” travada pela diretoria do clube para retomar as atividades. Na noite da última quarta-feira(20), após uma reunião com a prefeitura e representantes da saúde, o Flamengo ouviu que não tem autorização para os treinos no CT, apenas fisioterapia. No entanto, conforme já noticiado pela reportagem da Goal.com, o clube se sente juridicamente protegido e vai seguir treinando no Ninho do Urubu.

Confira a nota na íntegra: 

Diretoria, comissão técnica e atletas profissionais do Clube de Regatas do Flamengo vêm a público se manifestar a respeito do retorno das atividades do futebol profissional no Centro de Treinamento George Helal.

Os atletas e os integrantes envolvidos no dia a dia do Ninho do Urubu informam que se sentem seguros e aptos a retomar os treinamentos em razão do protocolo de segurança e prevenção adotado pelo Departamento Médico do Flamengo.

O protocolo foi colocado em prática seguindo as mais rigorosas determinações de segurança internacional. Colaboradores, atletas e integrantes da comissão técnica realizaram testes com resultado negativo para a Covid-19, além de serem examinados diariamente pelo Departamento Médico.

O Centro de Treinamento do Flamengo dispõe dos equipamentos necessários e também conta com diária higienização rigorosa. Não à toa, o clube adotou 13 medidas para retomar as atividades e que foram divulgadas na última segunda-feira (18).

Depois de exames na reapresentação e de testes físicos no dia seguinte, os treinos foram retomados na quarta-feira (20) em acordo com o protocolo da FERJ (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro). Vale ressaltar que o documento contempla atividades ao ar livre. Sendo assim, os grupos de trabalho são espalhados pelos campos do Ninho do Urubu.

Por fim, atletas e integrantes do futebol profissional do Flamengo reforçam o entendimento sobre o momento delicado e estão dispostos a colaborar com ações que favoreçam o combate ao novo coronavírus e o retorno aos treinamentos.

Atenciosamente,

Marcos Braz
Vice-presidente de Futebol

Bruno Spindel
Diretor Executivo de Futebol

Jorge Jesus
Técnico do time profissional

Continue lendo

Destaques