Conecte-se conosco

Esportes

Flamengo e Vasco aceitam convite de Brahma e entram na campanha #NúmeroDoRespeito

Brahma leva iniciativa a clubes de todo o Brasil. Depois de Bahia, Botafogo, Fluminense, Santos, Flamengo e Vasco também vestem a camisa

Publicados

em

Flamengo e Vasco são os mais novos clubes a entrarem na campanha #NúmeroDoRespeito, movimento iniciado pelo Bahia e com o apoio da Cervejaria Brahma. A ação está ganhando o Brasil e quer que o número 24, antes associado ao preconceito, passe a ser reconhecido pelas cores do respeito.

Para tornar o movimento liderado pelo Bahia ainda maior, a Cervejaria Brahma, parceira de longa data do futebol brasileiro, está desde a última semana convidando mais clubes a também vestirem o #NúmeroDoRespeito. Botafogo, Fluminense e Santos foram os primeiros a aderirem e, nesta semana, Flamengo e Vasco também abraçaram a causa.

Criada pela agência Africa, a ação esteve entre os assuntos mais falados na mídia na última semana e não se limitou ao futebol, iniciando uma conversa contra o preconceito e inspirando mais pessoas a romperem o tabu em torno do número 24 no futebol brasileiro. A camisa 24 já esteve em campo em jogos do Bahia com o volante Flávio. No último domingo, Taílson, do Santos, foi quem vestiu o número e, nesta terça-feira, Nenê, do Fluminense, usará a 24.

“O preconceito em torno do número 24 é uma grande bobagem que já passou da hora de ser ultrapassada. Precisamos desmistificar isso e aproveitar para debater a intolerância no futebol”, destacou Flávio, o primeiro jogador a entrar no movimento.

“Essa é uma campanha a favor do respeito a todos e todas que queiram viver o futebol sem barreiras. Brahma é parceira do futebol brasileiro e de grandes clubes do país e se associa ao Bahia nessa luta para que todos clubes também vejam neste movimento um passo definitivo para acabar com o tabu em torno do número 24.”, disse Gustavo Castro, diretor de marketing de Brahma.

“Não é Só Futebol” é o que move as iniciativas de Brahma como parceira do esporte.No último ano a marca apresentou filmes que reforçam como a relação de um torcedor com seu time vai muito além do ato de ir a um estádio ou escolher um time.

Veja o vídeo da campanha: https://youtu.be/2gOOFAGO7_s

Francisco das Chagas Fernandes de Souza, 35 anos, servidor público (Gari), conhecido como Chaguinha Net. Em 2011 criou o Blog do Chaguinha Net e em 2018 foi além e criou o Portal Potengi News, possibilitando para a Região do Potengi um espaço virtual de qualidade e credibilidade. Aqui você pode conferir as principais notícias da Região Potengi, Rio Grande do Norte, Brasil e do Mundo.

Continue lendo
Propaganda

Esportes

Neymar faz campanha contra o coronavírus

Estrela do futebol mundial fará doações para moradores de favelas de São Paulo.

Publicados

em

De

Neymar e amigos criam campanha contra coronavírus | Reprodução: Instagram

O novo coronavírus segue afetando o mundo do futebol, causando várias paralisações em campeonatos de diversos lugares do mundo. Neymar, atacante do PSG, decidiu criar a ‘UniaoSP’, causa que irá fazer doações para moradores de favelas de São Paulo.

Além de Neymar, a campanha ainda conta com o surfista Gabriel Medina, o jogador de volêi Bruninho, Luciano Huck, Thiaguinho e Rafael Zulu. A medida visa ajudar moradores de áreas que podem ser mais afetatas pelo vírus com doações de cestas básicas e produtos higiene.

Fonte: Esporte Interativo

Continue lendo

Esportes

Lateral do Flamengo faz doação a hospital do Piauí

Renê participa de ação para compra de aparelhos respiradores em Picos, sua cidade natal

Publicados

em

De

Foto/Crédito AlexandreVidal / Flamengo

O lateral-esquerdo Renê, do Flamengo, está participando de uma campanha em apoio ao Hospital Regional Justino Luz (HRJL), em Picos, Piauí, diante da pandemia do coronavírus. O jogador fez uma doação que tem como objetivo ajudar o hospital na compra de aparelhos respiradores. Informações do site Terra

Segundo os dados da Secretaria de Estado da Saúde do Piauí, divulgados nesta tarde, o Estado tinha oito casos de COVID-19 confirmados, todos em Teresina, e 167 suspeitos. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de Picos, eram oito casos suspeitos na cidade até a tarde de terça-feira.

No Flamengo desde 2017, Renê começou sua carreira no futebol no Picos, clube da sua cidade natal. Antes de chegar ao Rubro-Negro, defendeu o Sport.

Com a chegada de Filipe Luís, em julho de 2019, o camisa 6 passou a ser reserva no time de Jorge Jesus, mas continua sendo acionado frequentemente.

Por conta da pandemia do coronavírus, os jogos do Flamengo e todas as atividades no Ninho do Urubu foram suspensas por tempo indeterminado, e os atletas estão realizando atividades em casa para manter a forma física.

Continue lendo

Esportes

São Paulo aguarda decisão coletiva e pode negociar salários

Clube acompanha as conversas da Comissão Nacional de Clubes com os sindicatos.

Publicados

em

De

Foto/ Rubens Chiri

O São Paulo ainda não definiu estratégias para atenuar os gastos com salários e direitos de imagem durante a pausa do futebol devido à pandemia do novo coronavírus. O clube acompanha as negociações da Comissão Nacional de Clubes com representantes dos jogadores das Séries A, B, C e D do Brasileirão, mas não descarta fazer um acordo diretamente com seu elenco. Informações do site Terra

Nesta negociação coletiva, conduzida pelas diretorias de Atlético-MG, Bahia, Fluminense, Grêmio e Palmeiras, as partes têm trocado propostas desde sexta-feira. A última, encaminhada pelos clubes na segunda, fala em 20 dias de férias coletivas aos atletas e, persistindo a paralisação das competições, uma suspensão de 25% de salários e direitos de imagem após este período. Os atletas responderão até a noite de quarta.O São Paulo tem ainda uma particularidade. Daniel Alves, por exemplo, tem uma parcela de seus direitos de imagem a receber no fim de abril. É uma prática do clube estipular gatilhos altos a serem pagos semestralmente para que os gastos mensais com salários sejam menores. Por enquanto, as datas pré-estabelecidas estão todas mantidas.

Após a definição da negociação coletiva, o São Paulo deve iniciar as conversas sobre este tema com seus jogadores, tanto sobre os pagamentos mensais de salários quanto sobre pagamento de parcelas pré-estipuladas de luvas ou direitos de imagem.

O Tricolor teve prejuízo de R$ 50 mil ao realizar o clássico com o Santos, pelo Paulistão, com portões fechados por causa da pandemia. O clube projetava uma renda superior a R$ 1 milhão nesta partida e mais ainda nos jogos dos mata-matas do Estadual e da fase de grupos da Libertadores que seriam realizados entre março e abril e foram adiados. Esta é uma parte importante do orçamento.

Além disso, o contrato de patrocínio máster com o Banco Inter vence no fim de abril e as negociações para renovar estão congeladas devido à incerteza sobre o retorno do futebol. O Tricolor tenta manter a exposição de seu parceiro utilizando as redes sociais e os vídeos de seu canal no Youtube.

No ano passado e no início deste, o São Paulo já teve problemas com o fluxo de caixa e chegou a atrasar direitos de imagem e salários. Todas as pendências já foram quitadas.

O clube fechou o exercício fiscal de 2019 com déficit de R$ 156 milhões. A diretoria aponta que metade deste valor se refere a dívidas antigas que foram renegociadas e serão pagas de forma parcelada ao longo dos próximos anos, enquanto a outra metade foi causada pela decisão de não vender Antony no meio do ano e apenas agora, em fevereiro.

Continue lendo