Conecte-se conosco

Notícias

Cosern é eleita a 3ª Melhor Distribuidora do Brasil em prêmio da Aneel sobre Satisfação dos Clientes

Fotos: Cosern/Divulgação

Publicados

em

A Cosern, empresa do Grupo Neoenergia, foi eleita nesta 2ª feira (25)  a 3ª Melhor Distribuidora do Brasil, entre as empresas com mais de 400 mil clientes, no Prêmio IASC (Índice Aneel de Satisfação dos Consumidores) 2018, resultado de uma pesquisa sobre a percepção dos consumidores residenciais sobre a qualidade das concessionárias e permissionárias de energia elétrica em todo Brasil.

Com um IASC de 72,19, seis pontos acima da média do Nordeste (66,20) e do Brasil (66,10), a Cosern foi finalista juntamente com a Copel, que se sagrou vencedora do prêmio com o indicador de 74,13, e da RGE com o indicador de 72,31, ambas da região Sul.

Com essa pontuação, a Concessionária potiguar obteve, ainda, a melhor avaliação dos consumidores entre as empresas do Nordeste com mais de 400 mil consumidores.

Presente à cerimônia em Brasília, o Diretor Presidente da Cosern, Luiz Antonio Ciarlini, avaliou os resultados e ressaltou que o reconhecimento do consumidor e a boa prestação do serviço prestado são fatores essenciais a qualquer empresa, especialmente aquelas de prestação de serviço público como é o caso da Cosern. “É uma honra para nós alcançarmos essa colocação e isso só aumenta a nossa responsabilidade junto aos potiguares”, disse Ciarlini.

Um dos itens avaliados pelo consumidor na pesquisa da Aneel é a Qualidade Percebida, que avalia Confiabilidade dos Serviços, o Acesso à Empresa e as Informações ao Cliente, tendo a Cosern obtido a pontuação de 70,51, um crescimento de 13,46% com relação ao ano de 2017, cinco pontos acima da média do Nordeste e quatro pontos acima da média do Brasil. Essa percepção do consumidor é plenamente justificada já que em 2018 a energia distribuída pela Cosern esteve disponível durante 99,87% do tempo ao longo do ano para o consumidor norte-rio-grandense.

Outro item de destaque na pesquisa foi Confiança que avalia a Competência da Empresa, a Preocupação com o Cliente e as Informações repassadas ao Consumidor. Nesse item, a Cosern obteve a pontuação de 71,70, superior em 18,39% ao ano de 2017.

O valor percebido pelo consumidor, uma relação preço/benefício, preço/atendimento e preço/fornecimento, é outro item avaliado na pesquisa. De acordo com dados da Aneel, a Cosern hoje pratica a tarifa de energia elétrica mais barata do Nordeste e a 2ª mais barata do Brasil (R$ 0,48081/ kWh) e isso justifica estar com uma avaliação acima da média do Brasil.

Por fim, a Fidelidade foi outro quesito avaliado pelos consumidores nessa pesquisa, e cuja evolução foi destaque para a Cosern que cresceu 43,49%, em relação a 2017.

A pesquisa foi realizada para a Aneel pela empresa Praxian Business & Marketing Specialists, no período de 17 de setembro a 14 de dezembro de 2018. Foram entrevistados 23.446 consumidores residenciais, de forma presencial domiciliar, de 608 municípios atendidos pelas 92 distribuidoras, sendo 54 concessionárias e 38 permissionárias.

Divulgado anualmente pela ANEEL desde 2000, o IASC retrata o grau de satisfação do consumidor em relação à qualidade dos serviços prestados pelas distribuidoras de energia elétrica e tem o propósito de estimular a busca pela melhoria contínua. A ANEEL premia desde 2002 as distribuidoras mais bem avaliadas, desde que seja atingido um escore mínimo de 60 pontos.

Desde abril de 2017, com fundamento nos Procedimentos de Regulação Tarifária – Proret, a variação anual do IASC faz parte do componente de qualidade do fator X nas revisões tarifárias periódicas das concessionárias de serviço público de distribuição de energia elétrica.

Outros reconhecimentos importantes da Cosern em 2018

Em março, a Ouvidoria da Cosern foi eleita como a melhor do Brasil pela Aneel, no primeiro prêmio criado pela Agência para esta categoria.

Em junho, a Companhia recebeu pela 8ª vez o troféu Top of Mind 2018 como a empresa potiguar que mais investe em Cultura, entregue pela Revista Foco Nordeste.

Em julho, a Concessionária potiguar foi finalista do prêmio Abradee (Associação de Distribuidores de Energia Elétrica) nas categorias Melhor Distribuidora do Nordeste e Melhor Distribuidora do Brasil, obtendo a 3ª colocação no Nordeste e a 7ª no Brasil.

Em outubro, a Cosern conquistou, pelo 6º ano consecutivo, o prêmio de Melhor Desempenho em Engenharia concedido pela revista Eletricidade Moderna. No mesmo mês, a Neoenergia, empresa do Grupo Iberdrola que controla a Cosern, recebeu o Prêmio Época Reclame Aqui 2018 por ter as melhores concessionárias de serviço do Brasil, ficando a Cosern com a 2ª maior votação no país (15,7 mil votos).

Em novembro, o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte concedeu à Cosern o diploma de “Empresa Parceira do Consenso” em reconhecimento à alta taxa de descongestionamento de processos por meio da conciliação no ano de 2018. Para o TJ-RN, as ações da concessionária contribuíram para a disseminação e solidificação da cultura da paz por meio de métodos consensuais de solução de conflitos.


Fotos: Cosern/Divulgação

Continue lendo
Propaganda

Notícias

Ministro nega que universidades federais irão cobrar mensalidades

Publicados

em

De

Foto/Crédito Divulgação

Neste domingo (14), o ministro da Educação, Abraham Weintraub, reagiu a um rumor que circulou em blogs e em redes socais nos últimos dias que dizia que universidades federais passariam a cobrar mensalidades dos alunos.

Segundo essas mensagens, o anúncio de um programa para implementar as cobranças aconteceria em reuniões na próxima quarta (17), para a qual foram convocados representantes de instituições de todo o país.

Em uma postagem no Twitter neste domingo (14), porém, o ministro disse que as universidades federais continuarão públicas e que os estudantes não pagarão pela graduação, assim como é hoje. Em outras ocasiões, o ministro já defendeu cobrança para alguns cursos de pós-graduação.

Segundo informações divulgadas pelo jornal Valor Econômico na última semana, o novo projeto seria chamado Future-se e teria como objetivo o “fortalecimento da autonomia financeira das universidades e dos institutos federais”, nas palavras do secretário de Educação Superior do MEC, Arnaldo Barbosa de Lima Júnior.

Continue lendo

Notícias

Consumidor poderá bloquear ligação de telemarketing a partir desta terça

Publicados

em

De

Foto/Crédito Divulgação

Termina nesta terça-feira, 16, o prazo para que as empresas de telefonia criem a lista nacional de bloqueio de telemarketing O consumidor que não quiser mais receber ligações de ofertas de empresas como Claro/Net, TIM, Vivo, Nextel, Oi e Sky deve se cadastrar no portal naomeperturbe.com.br.

A lista, porém, não bloqueia ligações das empresas de telecomunicação com fins de pesquisa ou de empresas de outros setores que queiram vender seus produtos. Portanto, o consumidor está protegido apenas das chamadas indesejadas com o propósito de vender serviços de telefonia, TV por assinatura ou internet.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) determinou, em junho passado, o prazo de 30 dias para que as empresas de telecomunicações implementassem o mecanismo, pois são justamente essas companhias as responsáveis por um terço das ligações de telemarketing indesejadas, segundo estudos de mercado que fundamentaram a decisão da agência.

Até maio deste ano, a Anatel registrou quase 14 mil reclamações de consumidores, uma média mensal de 2,8 mil queixas. Sendo que a média do ano de 2018 foi de 2,2 mil reclamações por mês.

O Procon já tem uma lista de bloqueio de ligações de telemarketing. Qual é a diferença?

A diferença está na abrangência. Enquanto o cadastro da Anatel é mais abrangente em termos geográficos, já que se trata de uma lista nacional (e o Procon atua na esfera estadual), o cadastro do Procon é mais abrangente na gama de empresas, pois bloqueia ligações de telemarketing de todas as companhias, e não somente as de telecomunicações.

Não seria melhor criar uma lista de bloqueio nacional que atinja todas as empresas?

O presidente da Anatel disse, em nota divulgada em junho, que a agência estudará soluções técnicas que possam ajudar a combater o problema das ligações indesejadas vindas de outros setores. Mas, apesar de 90% dos brasileiros terem recebido ligações indesejadas de telemarketing, somente 36,8% tentaram bloquear o número e só 11,2% procuraram serviços de proteção do consumidor, de acordo com uma pesquisa realizada pela Secretaria Nacional do Consumidor, do Ministério da Justiça.

Fonte: ESTADÃO CONTEÚDO

Continue lendo

Notícias

Mulher terá 100% da aposentadoria com 35 anos de contribuição

Publicados

em

De

Foto/Crédito Divulgação

Em emenda à reforma da Previdência aprovada pelo plenário da Câmara, as mulheres terão direito de se aposentar com 100% do benefício após 35 anos de contribuição, registra o UOL. Pelo texto do relator, as mulheres teriam direito de se aposentar com 15 anos de contribuição, mas só alcançariam 100% do benefício após 40 anos.

A mudança foi aprovada após emenda do DEM, sigla de Rodrigo Maia. Para os homens, será preciso contribuir por 40 anos para obter os 100% do benefício.

Continue lendo