Conecte-se conosco

Notícias

Brasil gera 43,8 mil empregos formais no mês de julho, aponta Caged

Nos sete primeiros meses do ano foram criados mais de 461 mil postos de trabalho; esse resultado, de janeiro a julho, foi o melhor para o período desde 2014.

Publicados

em

No mês de julho, foi registrada a abertura de 43.820 vagas de trabalho com carteira assinada, o que corresponde a um crescimento de 0,11% em relação ao estoque de junho. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e foram divulgados nesta sexta-feira (23), pelo Ministério da Economia.

Segundo o levantamento, nos sete primeiros meses do ano foram criados mais de 461 mil postos de trabalho. Esse resultado, de janeiro a julho, foi o melhor para o período desde 2014.

Gleiciane Vila Nova, de 24 anos, moradora de Planaltina, no Distrito Federal, foi uma das brasileiras que conseguiu um novo trabalho. Para sair da fila do desemprego, ela e irmã Íris decidiram inovar e fizeram um faixa com os dizeres “Precisamos de emprego”. As duas ficaram próximo a um shopping da capital federal durante três dias, até que Gleiciane recebeu uma ligação, fez a entrevista e foi contratada.

“Quando eu fui para a rua, eu e ela, a gente não pensou só na gente, no desespero pessoal. A gente pensou em inúmeras pessoas que se formam todo semestre, em universidades do país inteiro, que, quando se formam, vão para o mercado de trabalho cheia de sonhos, esperanças, e dão de cara com a porta, porque o mercado de trabalho não dá oportunidade para quem não tem experiência. Se todos os empresários do Brasil olhassem por um lado mais humanitário e acolhesse este profissional, desse essa oportunidade, eu acho que o sonho de milhares de universitários não iria morrer”, conta.

Segundo a coordenadora geral de cadastros e identificação profissional e estudos da Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia, Mariana Eugênio Almeida, dos oito setores econômicos analisados, sete contrataram mais do que demitiram em julho.

“O grande destaque foi para o setor da Construção Civil, que teve o maior saldo positivo no mês de julho, seguido pelo setor de Serviços, Indústria de Transformação, Comércio, Agropecuária, Extrativa Mineral e Serviços Industriais de Utilidade Pública”, relata.

Somente o setor da Administração Pública apresentou saldo negativo. Para o advogado trabalhista Fábio Ferraz dos Passos, a situação dos trabalhadores ainda é muito sensível e o cenário atual não mostra uma perspectiva de mudança imediata.

“Apesar dos números trazerem uma positividade muito pequena, em termos de produtividade, a gente está voltando a estaca de 23 anos atrás, ou seja, é como se o Brasil não tivesse crescido nada nesse período inteiro em termos de produtividade. Isso é muito ruim porque o trabalhador passa a não ter a valorização do seu trabalho e, com o seu trabalho não valorizado, ele passa a consumir menos. Consumindo menos, a economia também não cresce”, disse.

De acordo com o Ministério da Economia, todas as regiões do Brasil tiveram crescimento no mercado formal de trabalho em julho. O maior saldo foi na Região Sudeste, com 23.851 vagas de emprego com carteira assinada, um crescimento de 0,12%. Em seguida, vêm Centro-Oeste (9.940 postos, 0,30%); Norte (7.091 postos, 0,39%); Nordeste (2.582 postos, 0,04%); e Sul (356 postos, 0,00%).

Repórter Cintia Moreira | Agência do Rádio Mais

Francisco das Chagas Fernandes de Souza, 34 anos, servidor público (Gari), conhecido como Chaguinha Net. Em 2011 criou o Blog do Chaguinha Net e em 2018 foi além e criou o Portal Potengi News, possibilitando para a Região do Potengi um espaço virtual de qualidade e credibilidade. Aqui você pode conferir as principais notícias da Região Potengi, Rio Grande do Norte, Brasil e do Mundo.

Notícias

Programa de Exportação abre seleção no RN com bolsas de R$ 5 mil

Profissionais e estudantes podem se candidatar para Núcleo Operacional do PEIEX que atuará em Natal, Caicó e Mossoró.

Publicados

em

De

Foto/Crédito Divulgação

Está aberta até 13 de janeiro de 2020 a seleção para candidatos e formação de cadastro de reserva do Núcleo Operacional do Programa de Qualificação para Exportação (PEIEX) no Rio Grande do Norte. O PEIEX é uma iniciativa da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimento (Apex-Brasil) e, em sua nova fase no estado, será instalado em Natal, Caicó e Mossoró.

O programa qualifica empresas que desejam iniciar a exportação de seus produtos ou serviços. No RN, a Apex-Brasil firmou um convênio com a UnP, integrante da rede Laureate, para que a instituição execute o PEIEX nas três cidades.

Serão oferecidas dez vagas distribuídas nas funções de Monitor, Técnico e Apoio e os aprovados atuarão na modalidade bolsista por até 24 meses. As bolsas variam de R$ 950 a R$ 5.920.

Requisitos

Entre os requisitos, estão formação (ou em andamento para o cargo de Apoio) nos Cursos de Comércio Exterior, Administração ou Relações Internacionais. Além disso, são avaliados critérios como experiência profissional, conhecimentos específicos, competências e fluência em idiomas como inglês e espanhol.

Para se candidatar, é necessário enviar uma mensagem para o e-mail [email protected] contendo os seguintes documentos em PDF: Curriculum Vitae, com as devidas comprovações de tempo mínimo de experiência profissional; e cópias do RG e do CPF; do comprovante de residência; do diploma de graduação, quando for o caso; do diploma de mestrado, quando for o caso; do certificado de especialização, quando for o caso; e da  da declaração de matrícula e histórico do curso de Graduação e/ou Pós-graduação (para candidatos a Apoio Técnico).

O edital com todos os detalhes do processo seletivo pode ser conferido clicando aqui. Outras informações podem ser obtidas através do [email protected].

Continue lendo

Notícias

SEMARH inicia série de inspeções técnicas em barragens do RN

Publicados

em

De

Foto/Crédito Divulgação

Iniciou esta semana o processo de inspeção técnica regular de todas as barragens as quais o estado do RN é empreendedor, promovido por um corpo técnico constituído por profissionais da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, entre engenheiros civis e mecânicos, além de especialistas ambientais.

As inspeções regulares seguem o modelo adotado pela agência Nacional de Águas (ANA) e pelo Ministério de Desenvolvimento Regional (MDR), e estão previstas na Política Nacional de Segurança de Barragens, de acordo com a Lei nº 12.334/2010.

Visando a manutenção dessas estruturas e garantindo assim os padrões de segurança das barragens, essa medida subsidia a cultura de gestão de riscos, reduzindo a possibilidade de acidentes e suas consequências.  Vale ressaltar que a segurança de uma barragem influi diretamente na sua sustentabilidade e no alcance de seus potenciais efeitos sociais e ambientais.

Barragem de Umari em Upanema

A primeira barragem a ser visitada para inspeção foi a barragem de Umari, localizada no município de Upanena, na última quarta-feira (11/12). A inspeção foi realizada por técnicos e pesquisadores da Semarh, com a colaboração do Profº Valdeci Rocha e acompanhada pelo prefeito da cidade, Luiz Jairo. Após o término dos procedimentos ficou firmada uma parceria entre a Prefeitura e a Semarh, no sentindo de iniciar um processo de limpeza e drenos da galeria da barragem.

A Barragem de Umarí é o terceiro maior reservatório de água do Rio Grande do Norte, com uma estrutura de 42 metros de altura, 05 metros de largura no alto e 02 km de cumprimento. Sua capacidade de acúmulo é de 292.813.650 m³ sendo seu volume atual o equivalente à 30,62% dessa capacidade, conforme relatório de situação volumétrica de reservatórios (Açudes, Barragens e Lagoas) disponibilizado pelo Igarn no dia 29/11/2019.

Foto/Crédito Divulgação

Continue lendo

Notícias

GOL terá voos extras para o Rio Grande do Norte na alta temporada

Agora a GOL irá oferecer mais de 310 operações novas para o Estado do Rio Grande do Norte, no período de alta temporada de dezembro 2019 a março de 2020.

Publicados

em

De

Foto/Crédito Divulgação

Para melhor atender à demanda da alta temporada no Estado do Rio Grande do Norte, em especial na capital, Natal, a GOL disponibilizará mais de 310 voos extras no período entre dezembro de 2019 e março de 2020.

Estas novas operações atendem a partidas e chegadas dos aeroportos de Brasília, Congonhas, Fortaleza (hub de conexão no Nordeste com voos internacionais e nacionais) e Goiânia, além do internacional para Ezeiza, em Buenos Aires (Argentina). Os bilhetes já estão disponíveis para compra em todos os canais – aplicativo e site (www.voegol.com.br), nas lojas VoeGOL e nas agências de viagem.

A partir de 13 de dezembro, os passageiros poderão contar com o máximo de comodidade em suas viagens, escolhendo voos diretos em seus deslocamentos. “Neste verão, os Clientes que voarem conosco terão alternativas mais completas para o destino definido, com novos horários e rotas diretas. Planejamos a malha com vista a proporcionar conforto e a melhor experiência de viagem para quem prefere a GOL”, afirma Rafael Araújo, diretor de Planejamento de Malha.

Os voos extras serão realizados com as aeronaves Boeing 737, equipadas com tecnologia de última geração. “A bordo, poderão desfrutar de uma experiência ampla, com mais espaço entre as poltronas e acesso à plataforma GOL Online, que oferece entretenimento com filmes, séries e TV ao vivo, sem custo adicional. Além disso, o Cliente pode se conectar à internet durante o voo, enviar e receber mensagens e e-mails e acessar as redes sociais”, completa Araújo.

Continue lendo