Conecte-se conosco

Esportes

Bilionário investe em seleção com jogadores brasileiros

A relação entre brasileiros e búlgaros começou pela fixação de Domuschiev em revolucionar o Ludogorets

Foto/Divulgação/Ludogorets Razgrad / Estadão

Publicados

em

O empresário búlgaro Kiril Domuschiev estava satisfeito com a fortuna bilionária acumulada pelos negócios na indústria farmacêutica em 2010 quando resolveu atuar em outro ramo. A escolha dele foi comprar na época um pequeno time de futebol, o Ludogorets Razgrad, e buscar jogadores brasileiros para montar a equipe. Informações do site Terra

A aposta deu tão certo que nove anos depois o clube ganhou oito campeonatos consecutivos, domina o cenário local e até mesmo levou a seleção do país a contar atualmente dois brasileiros naturalizados graças ao magnata.

O meia Wanderson e o atacante Marcelinho foram titulares no último sábado em jogo contra a Inglaterra, pelas Eliminatórias da Eurocopa. Os dois deixaram anos atrás o futebol brasileiro atraídos pela oportunidade na Bulgária e se consolidaram como astros locais. O bom desempenho da dupla levou o próprio dono do time cuidar dos documentos da naturalização e abrir chance para a seleção búlgara contar com os brasileiros.

No distante país do Leste Europeu, marcado no futebol pelo sucesso na Copa de 1994 e pelo ex-craque Hristo Stoichkov, a lista de brasileiros em campo pela seleção deve aumentar. Somente no Ludogorets são mais três brasileiros no elenco. “O clube pretende naturalizar também os outros brasileiros, para abrir espaço no time para a contratação de mais estrangeiros. As pessoas na seleção gostam muito da gente e reconhecem nosso potencial”, disse Wanderson ao Estado.

A relação entre brasileiros e búlgaros começou pela fixação de Domuschiev em revolucionar o Ludogorets. O time jamais havia disputado a primeira divisão do país e foi comprado em 2010 por um valor baixo, cerca de R$ 120 mil. Apaixonado pelo futebol espanhol, o dono quis desenvolver na equipe um estilo de jogo mais técnico e buscou jogadores brasileiros para concretizar o objetivo. “Nossa ambição é jogar bonito e fazer a torcida apreciar o futebol”, disse em entrevista ao site oficial do clube.

Desde o começo do investimento do magnata, o time ganhou 15 títulos, disputou a Liga dos Campeões e se tornou uma filial tupiniquim na Bulgária. O elenco já teve como técnico ano passado Paulo Autuori e chegou a ter dez brasileiros no elenco. “O dono gosta do futebol brasileiro, da qualidade, do drible e da personalidade. Ele sempre busca mais jogadores brasileiros para reforçar nosso time”, disse Marcelinho, presente em convocações da seleção desde 2016.

Mesmo sem ter atuado pelo Ludogorets, quem viu toda a construção do clube foi o ex-meia Marquinhos. O campineiro de 37 anos defendeu a seleção búlgara de 2011 a 2014 e morou nove anos no país. “O dono é visionário. Construiu estádio, buscou patrocinadores e graças à presença dos brasileiros, mudou muito o futebol de lá”, explicou.

Para defenderem a Bulgária, os brasileiros do Ludogorets não sofrem tanto com burocracia. Marcelinho e Wanderson contam que a diretoria do clube se encarrega de resolver a documentação e costuma solucionar o processo rapidamente. A exigência mais difícil é cumprir os cinco anos de residência no país, regra determinada pela Fifa para coibir o excesso de importações no futebol.

A seleção búlgara acumula seis partidas sem vencer e tem poucas perspectivas de classificação para a Eurocopa. Isso não tira a satisfação dos brasileiros em sentir o quanto conseguiram marcar época no futebol local. “É uma honra jogar com a camisa de um país que me acolheu e me dá carinho. Jogar por uma seleção é um sonho realizado”, comentou Wanderson.

Continue lendo
Propaganda

Esportes

Neymar garante estar “perfeito” para jogo contra Real Madrid

“Estou perfeito, estou perfeito”, disse o camisa 10 a um jornalista.

Publicados

em

De

Foto/Crédito Divulgação

O atacante Neymar vem se recuperando de uma lesão na coxa esquerda e dúvidas sobre seu estado de saúde seguem pairando sobre os torcedores do Paris Saint-Germain. Na noite da última terça-feira, porém, o craque foi visto no aeroporto de Madri e deu fim aos rumores. Com informações da Gazeta Esportiva.

“Estou perfeito, estou perfeito”, disse o camisa 10 a um jornalista do programa El Chiringuito TV, no saguão do local, meio impaciente com os holofotes. A resposta veio em relação à partida contra o Real Madrid, pela Liga dos Campeões, na próxima terça-feira.

Neymar esteve na cidade espanhola para acompanhar a partida do tenista Rafael Nadal pela Copa Davis. O atual número 1 do mundo no ranking da ATP comandou a virada da Espanha sobre a Rússia, contra Karen Kachanov, por 6/3 7/5, em 2h12 de duelo. Foi a segunda rodada do grupo B no torneio – os outros resultados foram vitória de Andrey Rublev em Roberto Bautista-Agut e de Marcel Granollers e Feliciano Lopez sobre Khachanov e Rublev.

Por fim, como não podia ser diferente, o brasileiro foi perguntado sobre um possível retorno ao Barcelona, ao qual ele respondeu brincando: “sempre falam de mim”.

Neymar não atua desde o último dia 14 de outubro por conta de uma lesão de grau 2 na coxa, adquirida no amistoso entre Seleção Brasileira e Nigéria. Na última terça-feira ele voltou a treinar com o grupo e, segundo jornais internacionais, como o L’Équipe, ele pode entrar em campo contra o Lille, pelo menos alguns minutos, neste final de semana, pelo Campeonato Francês. O próximo compromisso da equipe, então, será o Real Madrid, pela Champions.

No nacional, o PSG é o líder da competição, com 30 pontos conquistados, oito a mais que o segundo colocado, o Olympique. Na Liga dos Campeões a história se repete: liderança do grupo A, com 12 pontos (quatro jogos e quatro vitórias).

Continue lendo

Esportes

Brasil vence Coreia do Sul e finda jejum no último amistoso do ano

Publicados

em

De

O triunfo sobre a Coreia do Sul, alcançado no último amistoso do ano, foi o primeiro do Brasil desde a final da Copa América - Foto: Reprodução/CBF

A Seleção Brasileira encerrou o jejum de cinco jogos consecutivos sem vitórias na manhã desta terça-feira. Diante de um público minúsculo no Mohammed Bin Zayed Stadium, o time comandado por Tite ganhou da Coreia do Sul por 3 a 0, resultado que alivia a pressão sobre o treinador.

No primeiro tempo, Lucas Paquetá abriu o placar de cabeça e Philippe Coutinho ampliou em cobrança de falta. Na etapa complementar, a Seleção Brasileira fechou o marcador com um golaço marcado por Danilo após passe do inspirado Renan Lodi.

O triunfo sobre a Coreia do Sul, alcançado no último amistoso do ano, foi o primeiro do Brasil desde a final da Copa América. Nos cinco jogos anteriores, a Seleção viveu jejum contra Colômbia (2 x 2), Peru (0 x 1), Senegal (1 x 1), Nigéria (1 x 1) e Argentina (0 x 1).

O Jogo – A Seleção Brasileira conseguiu inaugurar o marcador logo aos 8 minutos do primeiro tempo. Em jogada pelo lado esquerdo, Renan Lodi recebeu de Philippe Coutinho e cruzou. A bola desviou na marcação e ficou na medida para cabeçada certeira de Lucas Paquetá.

O time canarinho aumentou sua vantagem aos 35 minutos da etapa inicial, quando Fabinho sofreu falta na entrada da área. Na cobrança, Philippe Coutinho bateu colocado e viu a bola morrer nas redes, encerrando um longo jejum da Seleção Brasileira no quesito.

A Coreia do Sul teve em Son seu principal jogador e criou sua melhor chance nos minutos finais. Em cobrança de falta, Jung bateu direto e a bola passou pela barreira. Alison espalmou e Philippe Coutinho, na tentativa de ceder escanteio, chutou na trave.

Com trocas de passes envolventes no campo de ataque, o Brasil chegou ao terceiro aos 14 minutos da etapa complementar. Renan Lodi recebeu de Richarlison pela esquerda e deu belo cruzamento rasteiro. Do outro lado, Danilo completou com força para marcar um golaço.

O Brasil manteve o domínio da partida e o goleiro Alisson não correu grandes riscos no campo de defesa. Com vantagem significativa no marcador, a Seleção trocou muitos passes e não precisou investir na criação de novas oportunidades de gol.

O técnico Tite mexeu durante o segundo tempo e promoveu, inclusive, as entradas de Douglas Luiz e Emerson. Na última boa chegada do Brasil, Richarlison recebeu de Firmino pela esquerda e, na cara do gol, chutou para fora ao tentar toque por cobertura.

Fonte: GAZETA ESPORTIVA

Continue lendo

Esportes

Potiguar é eleito melhor jogador da Copa do Mundo Sub-17 vencida pelo Brasil

Publicados

em

De

Foto: Alexandre Loureiro/CBF

A seleção brasileira de futebol Sub-17 se sagrou Campeã Mundial neste domingo vencendo o México na final por 2×1. E o potiguar Gabriel Veron foi eleito melhor jogador do torneio. Natural de Assu, Gabriel tornou-se uma estrela instantânea do futebol e deverá receber convites para jogar em clubes de ponta a partir de agora.

Confira perfil que a CBF fez dele:

Nome: Gabriel Veron Fonseca de Souza

Nascimento: 03/09/2002

Cidade natal: Assu (RN)

Clube: Palmeiras

Seleção Brasileira Sub-17: 18 jogos (4 gols)

Era junho de 2018. Na Espanha, o Palmeiras Sub-17 enfrentava o Real Madrid na final do Mundial da categoria. Com apenas 15 anos de idade, o atacante Gabriel Veron deixou sua marca na vitória do Alviverde por 4 a 2, que consagrou o Verdão naquela tarde em Fuenlabrada. Mais de um ano se passou e agora Veron quer ser campeão mundial com a Seleção Brasileira. O atacante é uma das esperanças do Brasil na disputa da Copa do Mundo Sub-17, que será disputada no país.

Conheça Gabriel Veron, atacante do Palmeiras e da Seleção Brasileira Sub-17

Um herói

Homem-Aranha

Um ídolo

Deus

Uma frase

“Deus não dá o que você quer, Deus dá o que você precisa”

Um sonho

Ser campeão do mundo

Uma saudade

Meu avô

O que gosta de fazer na concentração?

Jogar videogame

Um livro

O Diário de um Banana

Série ou filme?

Série

Então, uma série…

Ponto Cego e O Atirador

Cantar ou dançar?

Dançar

Um estilo musical

Brega bregoso

Um cantor

Projota

A música que não sai da sua playlist

Hino da Vitória – Cassiane

Se não fosse jogador, seria…

Nunca pensei em outra profissão

Um jogo inesquecível

Palmeiras x Real Madrid, final do Mundial de Clubes Sub-17. Ganhamos por 4 a 2 e fomos campeões do mundo.

O que as pessoas não sabem sobre você?

Já tentei ser vaqueiro

Fonte: Potiguar Notícias

Continue lendo