Conecte-se conosco

Esportes

21º Rally RN 1500 conhecerá seus campeões neste domingo

Quarta e última etapa será em Currais Novos

Créditos: Doni Castilho/DFotos e Gustavo Epifânio/DFotos

Publicados

em

A 21ª edição do Rally RN 1500 terminará neste domingo (7) após cruzar parte do  Rio Grande do Norte, proporcionando muita aventura, emoção e adrenalina. A quarta etapa largará e terminará em Currais Novos, no Sertão do Seridó, e definirá os campeões de 2019 nas categorias Carros, Motos, UTVs e Quadriciclos. E, pela primeira vez nos últimos anos, todas as categorias seguem abertas, o que deverá aumentar ainda mais a adrenalina nestes 104,68 km finais de trecho cronometrado. A largada está marcada para às 9h.

A condição desta edição acabou sendo determinada pelas condições climáticas no Nordeste. As chuvas acabaram influenciando, como aconteceu na etapa deste sábado, entre Assu e Currais Novos, quando a organização teve de encurtar a  especial em razão de trechos alagados. Isso, entretanto, não impediu uma etapa forte e repleta de surpresas, apresentando novos vencedores e mudanças na classificações.

Entre os UTVs, o dia foi da dupla Ruan Pablo Ferreira/George Martins(USP), que fechou a especial em 1h31min54seg para os 150, 09 km, seguido por Denisio do Nascimento/Idali Bosse (UPE), atuais campeões do RN 1500, com 1h32min10seg, e Vinícius Barbalho Mota/Rafael Shimuck (UPE), 1h33min03seg. Com isso, a liderança após três etapas é de João da C. Valentim/Decio Linhares,  com 5h59min35seg. Riamburgo Ximenes de F. Jr e Flavio Franca, que estavam na ponta e na terceira etapa terminaram em 13º, estão  na vice-liderança, com 6h02min24seg, enquanto Vinicius Barbalho Mota/Rafael Shimuck estão em terceiro lugar,  6h04min29seg.

Nas motos, a terceira etapa apresentou mais um novo vencedor. Depois de Jean Azevedo e Gregório Caselani, agora o melhor desempenho foi de Tunico Maciel (PDA), com o tempo de 1h24min58seg, seguido  por Tulio Malta (PDA), 1h26min27seg, e Gregorio Caselani (SPD), 1h26min49seg. Mesmo com a terceira posição, Gregório  segue liderando a categoria com 5h48min37seg, vindo  depois Tulio Malta, 5h49min22seg, e Tunico Maciel, 5h51min06seg.

Nos quadriciclos, os mais bem colocados do dia foram George Ximenes S. Girao, 1h50min20seg, Geison Pinheiro Belmont, 3h23min51seg, e Giovanni de Castro Ramos Filho, 4h07min30seg. Giovanni está em primeiro no geral, com 9h07min03seg.

Carros

Na disputa dos carros, os resultados do dia mudaram a classificação. O melhor tempo foi da dupla  Marcos Moraes/Fabio Pedroso (SP/PRT), 1h25min26seg, ficando em segundo, Mauro Shenekemberg/Filipe Bianchini (DF/T1), 1h25min59seg, e em terceiro Luiz Facco/Humberto Ribeiro (SP/OP), com 1h30min20seg. Marcos Baumgart/Edu Sachs, que venceram as duas etapas iniciais, tiveram problemas e não completaram a etapa.

Com isso, a nova classificação ficou dessa forma: Michel Terpins/Beco Andreotti, 5h55min08seg, Marcos Moraes/Fabio Pedroso, 5h57min19seg, e Mauro Shenekemberg/Filipe Bianchini, 5h57min35seg.

Neste domingo (6), o desafio será de 185,77 km, com especial de 104,68 km, largando e chegando em Currais Novos. A largada será às 8h, com deslocamento inicial de 47,84 km e final de 33,24 km. À tarde, a partir das 15h, está prevista a divulgação de resultados, entrega de prêmios, coletiva de Imprensa e encerramento, na Prefeitura Municipal de Currais Novos – Praça Des. Tomás Salustino – nº 90.

O Rally RN 1500 2019 é válido pelo Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country para carros, motos, quadriciclos e UTVs, com organização da KTC Produções e supervisão da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) e Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA).
Resultados da terceira etapa – Assu/Currais Novos

Carros
1) Marcos Moraes/Fabio Pedroso (SP/PRT), 01:25:26
2) Mauro Shenekemberg/Filipe Bianchini (DF/T1), 01:25:593) Luiz Facco/Humberto Ribeiro (SP/OP), 01:30:20
4) Fabio Ruediger/Eduardo Bampi (BA/PBR), 01:31:43
5) Luiz Carlos Nacif/Neurivan Calado (DF/PRT), 01:32:17
6) Carlos Ambrosio/Cadu Sachs (SP/OP), 01:32:49
7) José Silmar/Alisson Antunes (BA/PRT), 01:38:20
8) Julio Capua/Luis Felipe Eckel (SP/OP), 01:38:40
9) Paulo Roberto de Goes/Rogerio Coelho (SC/PBR), 01:39:24
10) Cristiano Antonio Rocha/Anderson Geraldi, (SPC), 01:49:54

Motos
1) Tunico Maciel (PDA), 01:24:58
2) Tulio Malta (PDA),    01:26:27
3) Gregorio Caselani (SPD), 01:26:49
4) Claudio Ferreira da Silva Junior (MAR), 01:27:47
5) Ricardo Martins (SPD), 01:27:53
6) Jean Azevedo(SPD), 01:28:12
7) Thiago Procopio(MAR), 01:30:33
8) Ramon Sacilotti (SPD), 01:32:30
9) Luciano Gomes (PDA), 01:33:16
10) Rami Sfredo (MAR), 01:34:15

Quadriciclos
1) George Ximenes S. Girao, 01:50:20
2) Geison Pinheiro Belmont, 03:23:51
3) Giovanni de Castro Ramos Filho, 04:07:30

UTVs

1) Ruan Pablo Ferreira/George Martins(USP), 01:31:54
2) Denisio do Nascimento/Idali Bosse (UPE), 01:32:10
3) Vinicius Barbalho Mota/Rafael Shimuck (Upe), 01:33:03
4) Cristiano Batista/Robledo Nicoletti (UOP), 01:33:52
5) Leandro Torres/Marcos Panstein (UOP), 01:34:12
6) Rodrigo Luppi/Maikel Justo (UPR), 01:34:13
7) João da C. Valentim/Decio Linhares (Upe), 01:36:08
8) Heronaldo Segundo/Kevin Luke (UPR),   01:36:13
9) Roberto Keller/Marcelo Almada Coelho Ritter (USP), 01:36:42
10) Adriano Benvenutti/Ivo Mayer (UOP), 01:37:36

Geral após três etapas

Carros
1) Michel Terpins/Beco Andreotti, 5:55:08
2) Marcos Moraes/Fabio Pedroso, 5:57:19
3) Mauro Shenekemberg/Filipe Bianchini, 5:57:35
4) Carlos Ambrosio/Cadu Sachs, 6:42:35
5) Julio Capua/Luis Felipe Eckel, 6:49:42

Motos
1) Gregorio Caselani, 5:48:37
2) Tulio Malta, 5:49:22
3) Tunico Maciel, 5:51:06
4) Ricardo Martins, 5:52:06
5) Jean Azevedo, 5:56:08

UTVs
1) João da C. Valentim/Decio Linhares, 5:59:35
2) Riamburgo Ximenes de F. Jr/Flavio Franca, 6:02:24
3) Vinicius Barbalho Mota/Rafael Shimuck, 6:04:29
4) Henrique W. Gutierrez/Andre Munhoz, 6:07:01
5) Leandro Torres/Marcos Panstein, 6:08:14

Programação:

Domingo, 7/04 – Especial 04
8h – 4ª etapa – Currais Novos/Currais Novos – 185,77  Km
DI – 47,84 Km
TE – 104,69 Km
DF – 33,24
15h – Divulgação de resultados, entrega de prêmios, coletiva de imprensa e encerramento.
Prefeitura Municipal de Currais Novos – Praça Des. Tomás Salustino – nº 90.

O 21º Rally RN 1500 é uma realização da KTC Produções e supervisão da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) e Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA); Federação Potiguar de Automobilismo (FPA) e Federação de Motociclismo do RN (Femorn). O apoio é da ALE, Top Car Mitsubishi, IPPON Suzuki, Borilli Pneus Off Road, Prefeitura de Currais Novos, Prefeitura de Assu, Prefeitura de São Miguel do Gostoso, Sebrae. As parcerias especiais são com a Gestus Soluções em Gestão, Armação Propaganda, Sterbom, Armas e Bagagens, Escola Escritório, Revista DirtAction.

Mais informações no  www.rallyrn1500.com.br
Resultados no site www.chronosat.com.br

Continue lendo
Propaganda

Esportes

Colômbia vence Argentina por 2 x 0 na estreia na Copa América

Publicados

em

De

Foto/Crédito Divulgação

Depois da abertura com vitória do Brasil em cima da Bolívia por 3 x 0, a Copa América seguiu neste sábado (15) com mais dois jogos. No primeiro, completando a rodada do Grupo A, empate sem gols entre Venezuela e Peru – apesar de o Peru ter tido dois gols anulados por impedimento. Já no jogo que inaugurou o Grupo B, a Colômbia levou a melhor em cima da Argentina, ao vencer a seleção de Lionel Messi por 2 x 0.

Venezuela 0 x 0 Peru

A Venezuela, que já foi considerada “saco de pancadas” do continente, chegou para a Copa América com uma seleção renovada e em ascensão: entre os amistosos que realizou neste ano, uma surpreendente vitória por 3 x 1 em cima da Argentina e o triunfo em cima dos Estados Unidos por 3 x 0. O Peru, por sua vez, aposta em nomes conhecidos pelo torcedor brasileiro – como Trauco (lateral do Flamengo), Yotún (ex-meia do Vasco), Cueva (meia do Santos), Paolo Guerrero (atacante do Internacional) e o próprio treinador, Ricardo Gareca, que teve passagem pelo Palmeiras.

Com seis minutos de jogo, após cobrança de falta e choque entre Tapia e o goleiro Fariñez, Gonzáles bateu de primeira e marcou o gol. Mas, na revisão da jogada com o auxílio do assistente de vídeo, o árbitro Wilmar Roldan anulou o gol por impedimento.

O primeiro tempo terminou equilibrado, com as duas equipes se alternando na hora de propor o jogo, embora o Peru tenha aparecido para finalizar com mais perigo.

No segundo tempo, mais um gol anulado do Peru: aos 17 minutos, Farfán fez de cabeça, mas o árbitro assistente assinalou impedimento na jogada. A revisão da jogada pelo VAR (árbitro assistente de vídeo, na sigla em inglês) confirmou a marcação do bandeirinha e manteve o placar intacto.

A Venezuela ainda teria um jogador expulso aos 28 minutos da etapa final – Mago, pelo segundo cartão amarelo -, mas o Peru não conseguiu se valer de sua superioridade numérica para balançar as redes.

O próximo compromisso da Venezuela é justamente contra o Brasil, na próxima terça-feira (18), às 21h30, na Fonte Nova. Já o Peru mede forças contra a Bolívia no Maracanã no mesmo dia, mas mais cedo: às 18h30.

Ficha técnica:

Venezuela 0 x 0 Peru

Competição: Copa América (1ª rodada – Grupo A)

Local: Arena do Grêmio, Porto Alegre, Brasil

Árbitro: Wilmar Roldan (Colômbia)

Venezuela: Fariñez; Rosales, Chancellor, Villanueva e Mago; Moreno (Hernández), Rincón e Herrera; Savarino (Machís), Rondón e Murillo (Soteldo). T: Rafael Dudamel

Peru: Gallese; Advíncula, Zambrano, Abram e Trauco; Tapia, Yotún (Polo), Cueva (Flores), Gonzáles (Carrillo) e Farfán; Paolo Guerrero. T: Ricardo Gareca

Argentina 0 x 2 Colômbia

O jogo mais esperado da rodada, que reuniu craques como Messi, Di María, Agüero, James Rodríguez e Falcao García, começou arrastado e pegado: com Messi duramente marcado, a Argentina mal apareceu no ataque. A Colômbia ameaçou mais o gol defendido por Armani, mas aquém do que poderia apresentar por conta de seu poderio ofensivo.

O técnico da Colômbia, o português Carlos Queiroz, foi forçado a queimar uma alteração logo aos 9 minutos de jogo, quando Muriel deixou o campo com dores no joelho. A sequência do lance em que o atacante se machucou foi a única chance de gol da Argentina no primeiro tempo: após a falta cometida, a bola sobrou para Messi, que lançou em profundidade para Agüero. Ospina sai de maneira acrobática para tirar com os pés, e a defesa da Colômbia afastou.

Depois disso, a Colômbia enfileirou oportunidades perdidas: uma com Martínez, aos 15, chutando para fora, outra com James Rodríguez, aos 29, bloqueada por Paredes e mais uma com Falcao García, aos 34, que explodiu no marcador.

Após o intervalo, a Argentina começou a apresentar um futebol mais agudo – liderada pelo capitão Messi – e levou perigo ao gol de Ospina com 47 segundos de jogo, em chute de fora da área de Paredes. Aos 10, Messi deu caneta e arrastou a marcação em jogada individual, mas acabou travado por Barrios. Aos 13, Paredes, novamente, chutou forte e obrigou Ospina a espalmar a bola.

A pressão argentina rendeu outro lance de perigo, aos 20 minutos: Agüero alçou a bola na área e alcançou Otamendí, parado por Ospina. Messi apareceu para arrematar de cabeça, mas a bola foi para fora.

Fonte: Agência Brasil

Continue lendo

Esportes

Antes da denúncia, Neymar relatou “problemas” em encontro para amigo

Publicados

em

De

Aloisio Mauricio/Fotoarena/Agência O Globo

O site de notícias Uol divulgou a informação, no início deste sábado, que Neymar teria relatado a um amigo que teve problemas num encontro íntimo, antes da acusação sobre estupro acontecer. As informações são do IG.

Segundo a publicação, Neymar relatou essa conversa para a polícia durante seu depoimento da última quinta-feira (13) na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, em Santo Amaro.

Por conta disso, o amigo também terá de prestar depoimento até a próxima terça-feira (18) para esclarecer os fatos.

Tido como uma “precaução dos investigadores”, a Polícia Civil quer ouvir todas as partes mencionadas no inquérito para que não fique nenhuma dúvida a cerca do que teria ocorrido no dia 15 de maio, em Paris, entre o jogador e a modelo Najila Trindade.

Ainda de acordo com o Uol, o economista e CEO das empresas de Neymar Pai, Altamiro Bezerra, também prestará depoimento sobre o caso nos próximos dias. A delegada Juliana Bussacos deve receber Altamiro na próxima segunda-feira.

Fonte: IG

Continue lendo

Esportes

Ex-presidente do Flamengo e mais 7 são indiciados por homicídios por tragédia em CT

Publicados

em

De

Foto: Reprodução/GloboNews

A Polícia Civil do Rio de Janeiro indiciou por homicídio com dolo eventual – quando se assume o risco de matar – o ex-presidente do Flamengo Eduardo Bandeira de Mello e outras sete pessoas pelas mortes de 10 atletas no incêndio no Centro de Treinamento do clube, em fevereiro deste ano.

A tragédia aconteceu em um alojamento improvisado com contêineres em uma área do Ninho do Urubu, como o CT é conhecido, em Vargem Grande, Zona Oeste do Rio.

Muitos dos garotos não conseguiram fugir das chamas. Três jovens foram resgatados com ferimentos, e 13 escaparam ilesos.

O inquérito, assinado pelo delegado Márcio Petra, da 42ª DP (Recreio), também pede o indiciamento por dolo eventual de engenheiros do Flamengo e da empresa NHJ, responsável pelos contêineres, além de um técnico de refrigeração.

Indiciados

Danilo da Silva Duarte, engenheiro da NHJ;

Edson Colman da Silva, técnico em refrigeração;

Eduardo Bandeira de Mello, ex-presidente do Flamengo;

Fábio Hilário da Silva, engenheiro da NHJ;

Luis Felipe Pondé, engenheiro do Flamengo;

Marcelo Sá, engenheiro do Flamengo;

Weslley Gimenes, engenheiro da NHJ.

Em nota, o Flamengo informou ainda não ter sido notificado e que, por isso, não ia comentar o caso.

O ex-presidente do Flamengo Eduardo Bandeira de Mello também disse que ainda não tinha sido notificado e, por isso, não podia se manifestar.

Na investigação, a polícia observou as seguintes questões:

Conhecimento de que diversos atletas da base residiam no contêiner;

Estrutura incompatível com a destinação (dormitório);

Contêiner com diversas irregularidades estruturais e elétricas;

Ausência de reparos dos aparelhos de ar condicionado instalados no contêiner;

Ausência de monitor no interior do contêiner;

Recusa de assinatura do TAC proposto pelo Ministério Público do Rio de Janeiro para que fosse regularizada a situação precária dos atletas da base do Flamengo;

Piora das condições do alojamento dos jogadores da base, inclusive, no que se refere a segurança contra incêndio, assinalada nos autos de uma ação civil movida pelo MPRJ;

Descumprimento da ordem de interdição do CT editada pela prefeitura por falta do alvará de funcionamento e do certificado de aprovação do Corpo de Bombeiros;

Múltiplas multas impostas pelo município diante do descumprimento da ordem de interdição;

Causa entre o cenário exposto e o incêndio.

Relembre o caso

No dia do incêndio, os jovens dormiam em um alojamento improvisado com contêineres quando o fogo destruiu a estrutura.

O laudo da Polícia Civil sobre a tragédia aponta que as chamas foram causadas por um curto-circuito em um dos aparelhos de ar-condicionado. O material do revestimento dos módulos permitiu que as labaredas se alastrassem.

Fonte: G1

Continue lendo